Isaque e Rebeca: história de amor e obediência

A bíblia quando está exposta em algum cômodo da casa, é um livro, uma decoração qualquer. A partir do momento que abrimos, lemos, ela se torna uma arma, uma espada, um renovo. E assim tem sido para mim: uma benção sem medidas.

Estou em um estudo sobre Gênesis, e confesso que tem histórias que me deixam apaixonada (e vou postá-las aos poucos por aqui), como a fidelidade de Noé, a fé de Abraão, a espera de Jacó por Raquel, o exemplo de José…

Hoje venho falar a partir do capítulo 24, versículo 3. Abraão, pede para seu servo ir em busca de uma mulher para seu filho Isaque. E deu uma orientação: que não fosse filha dos cananeus, mas que fosse de sua parentela.
Podemos trazer para os dias atuais, a parentela como pessoas da mesma fé que a nossa. Por exemplo, nosso Pai, Deus, quer que nós tenhamos como cônjuges, alguém da nossa parentela, ou seja, de mesma fé. Não adianta querermos nos casar com alguém que gosta de beber, se nós sabemos que não é legal que se faça isso, não adianta casarmos com alguém que gosta de balada e nós gostamos de ir no culto. NÃO ADIANTA! Nesses momentos vem sempre aquelas desculpas: mas eu irei converter ele… Pode ser que sim, pode ser que não. A palavra de Deus diz que trevas não combinam com luz. Quando se misturam luz e trevas, algumas das duas vai ter que ganhar, e você? Vai arriscar perder pras trevas? NÃO CAIA NESSA ARMADILHA!

O Servo de Abraão chegando perto da fonte de água com seus camelos, disse para o Senhor, que a mulher que aparecesse, e desse de beber para ele e para todos os camelos, essa seria a prometida de Isaque. Ele logo avistou Rebeca, e pediu água. Ela deu também para os camelos, sem ele pedir.
Outra lição é a humildade. Pegar água do poço para o homem, e para os camelos, era uma atividade extremamente cansativa, mas Rebeca não se importou, e trabalhou arduamente para dar de beber ao homem e aos camelos, sem pedir nada em troca. Nos somos acostumados a ver todos os dias, pessoas fazendo favores umas para as outras, em troca de tantas coisas. Mas Rebeca não, ela foi humilde o suficiente para dar água para o servo e para os camelos, sem nem conhecê-los. Ela plantou, e sem saber que ia colher, colheu! Colheu uma benção chamada Isaque. É a lei de Deus, o que plantas, colherás.

Rebeca levou o servo e os camelos para dormir em sua casa, e lá o servo pediu permissão para os pais de Rebeca deixarem ela casar com Isaque.
Permissão dos pais é essencial. Rebeca simplesmente poderia ter aceito ir com o servo, sem pedir a permissão de seus pais. Mas ela não fez assim, ela sabia da importância de honrar pai e mãe, e sabia que tudo tinha que passar por eles. Enquanto vivemos debaixo do teto de nossos pais, quem manda em nós, são eles. Podemos ter 18, 23 ou 30 anos, vivemos com eles, eles mandam em nós. E sem falar que Deus sabe o melhor para nós, e Ele capacita de uma maneira tão grande nossos pais para saberem se o tal pretendente é bom para nós, e é muuuuuito difícil deles errarem. Então se você apresentou alguém para seus pais, e eles não aprovaram, para e pensa, coisa boa esse pretendente não deve ser.

Rebeca aceita casar-se com Isaque, e quando estava a caminho das terras de Abraão, ela avista Isaque, “Então, tomou ela o véu e cobriu-se” (Gênesis 24:65)
Olha a sabedoria de Rebeca que está faltando nos dias de hoje!!! Quando ela viu seu pretendente, ela se COBRIU! É uma das grandes lições que devemos tirar para nós! Quantas meninas eu vejo o contrário, que para conquistar um homem, ao invés de cobrir-se, faz o contrário (Jesus do céu!). É meninas na balada que vão de mini e esquecem a saia em casa, vão com os corpos totalmente a mostra. Se você que se veste assim quer que usem o seu corpo, você está no caminho certo. Agora se você quer alguém que te ame pelo que você é, pelo seu coração, pode se cobrir, que você achará alguém bem melhor, aquele do coração de Deus.

Quantas revelações Deus nos proporciona com apenas uma história, não? Nesse texto Ele nos deu MUITAS dicas de como saber se a pessoa que você quer é para ser sua mesmo, como se comportar diante dela. Deus quer que façamos tudo com ordem, com decência. Ele sabe de todas as coisas, e quer que sejamos abençoados e felizes!

Próximo post falarei sobre Jacó e Raquel (adoro essa história tambémmm), e veremos que esperar, vale à pena!

Quando leio a bíblia Deus me toca de uma maneira, me dando grandes revelações… E quando vou prepará-las para escrever no blog, Ele vem com um turbilhão de ensinamentos! Ele é demais!

Beijos, Deus abençoe!

Anúncios

Do coração procedem as saídas da vida

“Sabeis isto, meus amados irmãos; mas todo o homem seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar. Porque a ira do homem não opera a justiça de Deus.” (Tiago 1:19-20)

Esses foram os versículos que mais estudamos no culto ontem, e confesso que tocou mais o meu coração do que eu pensava.

Tiramos pelo menos três lições desses versículos.

Pronto para ouvir: alguns (ou muitos) de nós, estão acostumados a não ouvir mais. Vivemos na correria do dia a dia, que parar para ouvir parece perda de tempo. Antigamente sentávamos na varanda da casa da vó, ouvíamos as suas histórias, os seus conselhos. Nossos avós são sempre sábios né? Mas hoje não paramos mais para ouvir. É nosso dever, é para o nosso bem ouvir. Ouvir pessoas mais velhas, ouvir seus líderes, pastores, ouvir. E ter a capacidade de discernir o que fazer do que não fazer. E principalmente: OUVIR o Espírito Santo! Esse não erra! Se ele diz algo, faça! Ele é dono de todo saber.

Tardio para falar: Temos dois ouvidos e uma boca, e isso tem um propósito. Falar menos, escutar mais. Se for pra falar, que seja para falar algo que edifica, algo que faça a pessoa crescer. Se for falar pra ofender, para entristecer, para ferir, cale-se. Em Provérbios 12:18 diz que “há alguns cujas palavras são como pontas de espada, mas a língua dos sábios é saúde.” Nossa língua tem que servir para ajudar, e não para ferir alguém. Nossa língua tem que ter saúde!

Tardio para se irar: Nosso coração não pode se irar, se enraivecer. Ele precisa ser puro, limpo, e totalmente livre de raivas, rancores e mágoas. Sei que é difícil perdoar, mas devemos buscar isso. Porque tem gente que Deus quer realizar tantas coisas na vida dela, mas ela simplesmente não vê essas coisas acontecerem, porque seu coração está cheio de ira, e a ira do homem não opera a justiça de Deus. Como vai desfrutar da justiça d’Ele, se o coração está apodrecido?

Hoje resolvi fazer uma limpeza em uns papéis aqui em casa, e coloquei uma ministração do Pastor Lucinho para ficar ouvindo. O tema era Guardando o coração. Durante a ministração, eu ia limpando os papéis, e ele começou a falar que nosso coração, deve ser um coração limpo de tudo. De maldade, malícia, tristeza, mágoa. E as vezes nós tentamos nos camuflar, nos maquiando bem, colocando uma roupa super estilosa. Ou as vezes é limpando a casa, organizando, tirando a sujeira. Mas não adianta, se o nosso coração primeiramente, não estiver LIMPO de toda sujeira, ira e maldade, podemos nos maquiar que vamos continuar os mesmos, podemos colocar as melhores roupas que vamos continuar quebrados por dentro, e podemos limpar horas a casa, e ela vai continuar suja.

Do nosso coração procedem as saídas da vida. Se tudo procede do coração, ele deve estar bem, limpo, transformado. Senão as saídas serão tortuosas, feias, sujas. TUDO provém do coração. Vamos limpar o nosso? A partir do momento que ele estiver limpo e bem, irá resplandecer tudo isso no nosso rosto, nosso corpo, na nossa casa. E aí sim, podemos esperar os planos de Deus se cumprirem na nossa vida espiritual, ministerial, profissional… Em tudo!

Que Deus esteja habitando no seu!

Beijos!