A Igreja Dividida

Há um tempo, Deus me deu essa palavra, me mostrando como está cada vez mais frequente dentro das igrejas, encontrar uma divisão de pessoas, de propósitos, de alvos e focos. Hoje consegui organizar meus pensamentos e passar tudo para o blog. Espero que vocês sejam abençoados e confrontados (como fui). O post é um pouco diferente, não é mamão com açúcar, é meio faca na caveira (acho que nunca postei assim rs), mas as vezes é necessário menos mão na cabeça e mais puxão de orelha…

Para iniciarmos a palavra, quero dar uma breve introdução sobre o profeta Neemias. Ele era um hebreu na Pérsia quando escutou que o Templo de Jerusalém estava sendo reconstruído. Ele ficou triste por saber que não havia nenhum muro para proteger a cidade, e porque as pessoas iriam perecer naquele local. Neemias pediu a Deus que o usasse para salvar a cidade. Deus respondeu a sua oração ao atenuar o coração do rei persa Artaxerxes, que não só deu a sua benção, mas também materiais para serem usados no projeto. Neemias recebeu a permissão do rei para regressar a Jerusalém.

  • No capítulo 2 de Neemias, Neemias se entristeceu com a tristeza de seus irmãos, porque Jerusalém estava sendo consumida. Ele não estava na cidade, sofrendo na pele como as pessoas que lá moravam, mas ele estava se sentindo triste, porque seus irmãos estavam tristes.
    Temos que ser assim, ficar triste com a tristeza dos outros. Muita gente quando vê o irmão triste porque perdeu algo/alguém, terminou o relacionamento, perdeu o emprego, fica feliz. Ela pode não expressar com sua boca, mas seu coração está satisfeito com sentimento de que “Fulana perdeu isso porque tava em pecado, fornicou. Fulano perdeu aquilo, porque bebia e fumava”. Está errado! A Palavra nos orienta a não julgar (pois nem o Senhor que é soberano julga). Devemos AMAR nossos irmãos, nos alegrar com as conquistas deles, e nos entristecer com suas faltas.
  • Em Neemias 3, todos trabalhavam juntos para edificar o muro. Trabalhavam os homens de Jericó, os tecoítas e tantos outros.
    A obra de Deus nunca é feita individualmente, temos que trabalhar unidos para que ela possa ser realizada. Ninguém faz nada sozinho. As vezes tem alguém do evangelismo precisando de ajuda, mas o cara do louvor não se dispõe pois “o dever dele é cantar/tocar”. O pessoal que limpa a igreja precisa de mais gente ajudando, mas o líder de ministério não ajuda, porque ele é “líder”.
    Os ministérios são diferentes, mas a graça que atua sobre eles é a mesma. Não existe ministério melhor que o outro. Ninguém é perfeito. O único que foi perfeito foi Jesus, e mesmo assim se fez pobre e pecador em função de nós.
    AJUDE quem está precisando! AJUDE o líder, o ministro, a tia da escolinha. Mas também ajude aqueles que estão fora da igreja, sabe? O mendigo que precisa de uma camisa de frio, uma criança que necessita de carinho no orfanato, acalmar aquele está triste, oprimido e depressivo. AJUDAR sem medir esforços, sem procurar recompensas.

A igreja de Cristo, que somos nós, precisa ter UM foco: Jesus! E levar o nome d’Ele a toda criatura. Devemos começar a levar seu amor, quando entra uma pessoa na igreja, que tem má fama na internet, abraçá-la, trazer ela pra junto da galera, fazer ela se sentir amada pelo Corpo de Cristo. Mas está acontecendo o contrário, em vez de levarmos amor, o primeiro pensamento que vem na cabeça de muitos é: “Magina, essa menina veio aqui pra postar foto no facebook se mostrando santa, fazendo uma média pras pessoas esquecerem as suas mancadas”. Ok, se esse for o coração dela, o NOSSO dever é orar pela vida dessa pessoa, pedindo a Deus que ela tenha um coração quebrantado e venha se achegar ao Senhor. Ai você me diz: “Mas Karen, ela pecou, ela fez coisas gravíssimasssss na internet”… Te convido a ler João 8. 

“E os escribas e fariseus trouxeram-lhe uma mulher apanhada em adultério; E, pondo-a no meio, disseram-lhe: Mestre, esta mulher foi apanhada, no próprio ato, adulterando. E na lei nos mandou Moisés que as tais sejam apedrejadas. Tu, pois, que dizes? Isto diziam eles, tentando-o, para que tivessem de que o acusar. Mas Jesus, inclinando-se, escrevia com o dedo na terra. E, como insistissem, perguntando-lhe, endireitou-se, e disse-lhes: Aquele que de entre vós está sem pecado seja o primeiro que atire pedra contra ela. E, tornando a inclinar-se, escrevia na terra. Quando ouviram isto, redargüidos da consciência, saíram um a um, a começar pelos mais velhos até aos últimos; ficou só Jesus e a mulher que estava no meio. E, endireitando-se Jesus, e não vendo ninguém mais do que a mulher, disse-lhe: Mulher, onde estão aqueles teus acusadores? Ninguém te condenou? E ela disse: Ninguém, Senhor. E disse-lhe Jesus: Nem eu também te condeno; vai-te, e não peques mais.” (João 8:3-11)

Jesus sabendo o pecado da mulher, não a condenou. POR QUE NÓS INSISTIMOS TANTO EM CONDENAR AS PESSOAS?
Jesus está interessado na nossa redenção, por isso Ele apaga nossos pecados, tudo se faz novo, e as misericórdias d’Ele se renovam.
Sabe a pessoa que entrou na igreja, cheia de pecado e falhas? Você já parou para pensar que a IGREJA pode ser a última porta que ela está batendo? Você quer ser responsável pela maldição ou pela salvação dela?

  • “Porque, assim como o corpo é um, e tem muitos membros, e todos os membros, sendo muitos, são um só corpo, assim é Cristo também. Pois todos nós fomos batizados em um Espírito, formando um corpo, quer judeus, quer gregos, quer servos, quer livres, e todos temos bebido de um Espírito. Porque também o corpo não é um só membro, mas muitos.” (1 Coríntios 12:12-14)
    Nós somos a Igreja. A Igreja é um membro, portanto cada um de nós somos um membro. Se nós somos um membro, temos que andar na mesma direção, para que os membros não se desmembrem (entenderam né?? rs). Todos esses membros tem que andar em uma única direção: Cristo. Jesus é amor, logo temos que andar na direção de amar as pessoas, independente de erros, falas e diferenças.

Não podemos ter o espírito de Jezabel, espírito esse que divide a igreja. Excluir as pessoas não agrada ao Senhor. Julgar as pessoas não agrada ao Senhor. Panelinhas dentro da igreja não agradam ao Senhor. Rixas entre religiões não agradam ao Senhor. Competição entre grupos de jovens distintos não agradam ao Senhor.
Passar por um irmão e virar a cara não agrada ao Senhor. Jesus mesmo depois de traído, beijou Judas, por que então NÓS viramos a cara para aqueles que um dia já nos decepcionaram? NÃO TEMOS! Isso não agrada ao Senhor. Isso não é ser Igreja!

PRECISAMOS SER IGREJA, EM ESPÍRITO E EM VERDADE, não somente em nome.

Paz.
Instagram: @karenghedin
Twitter: @karenghedin

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s