Posso todas as coisas n’Ele

Graça e paz queridos! Uma das melhores sensações é estar como estou agora: sentada na cama, notebook no colo, a bíblia do meu lado, e o coração cheio do Espírito Santo direcionando a mensagem que irei escrever.

Uma notícia linda: recebi um convite esse mês que deixou meu coração cheio de alegria e mais grato a Deus pela bondade dEle. Eu to toda boba, emocionada e com o peito batendo agitado. Mas isso só poderei contar lá pelo mês de Julho (ou antes se me permitirem), mas por enquanto, aguentem a ansiedade.

Alegrias a parte, vamos para o que mais interessa: a palavra de Deus.

Deus me disse que o ano de 2015 seria inesquecível. Poisé, Ele já está fazendo a obra. Deus tem preparado um tempo de comunhão comigo muito grande e lindo! Muita oração, jejum (precisamos falar disso) e leitura bíblica. Meu coração está muito mais atento com tudo o que Deus tem falado, e olha que Ele tem falado MUITO! Glórias a Ele por isso.
Deus tem me mostrado muito a palavra gratidão. Me ensinando a ser grata por cada detalhe que Ele faz, me deixando mais atenta a milagres que eu considerava pequenos e as vezes me passava despercebido (quem nunca?), me mostrando que devo agradecer também aqueles milagres super grandes e visíveis, e adivinha? Agradecer pela prova, pelo deserto, pelo poço. Poisé…

Quem aqui não passa por adversidades? Todos, até porque a bíblia disse que isso ocorreria. Mas o ponto nem é esse, deixaremos o assunto deserto/poço/prova pra um próximo post bem detalhado.

O ponto é: devemos ser gratos a Deus por tudo que Ele faz, porque tudo tem um propósito. Se nem um fio de cabelo meu cai sem a permissão dEle, imagina as adversidades? Muitas vezes Deus permite que elas aconteçam pra Ele saber a que Deus servimos ou se já chutamos o pau da barraca.

Filipenses fala no capítulo 4, que “não digo isto como por necessidade, porque já aprendi a contentar-me com o que tenho. Sei estar abatido, e sei também ter abundância; em toda a maneira, e em todas as coisas estou instruído, tanto a ter fartura, como a ter fome; tanto a ter abundância, como a padecer necessidade. Posso todas as coisas em Cristo que me fortalece. (11-13)

Sei viver comendo um banquete ou pão e água, sei sobreviver como estagiária ou como chefe de equipe, sei estar namorando e sei estar solteira, sei aplaudir o próximo ou chorar com ele… O Senhor quer saber se somos totalmente dependentes dEle, a ponto de não desistir na primeira dificuldade. Deus quer ver se para nós Ele é Deus ou se Ele é servo. Deus quer saber se nós deixamos Ele ser o autor da nossa vida, ou já entregamos o roteiro todo pronto pra Ele.

Uma vida de oração e comunhão com Jesus nos ensina a ser totalmente dependentes dEle, a ponto de ter a certeza no coração que independente das dificuldades, eu não vou murmurar e desistir de servi-lo, porque segundo as Suas riquezas, Ele suprirá todas as nossas necessidades (Filipenses 4:19).

Deus quer ver seu povo cheio de fé, porque me desculpa meu amigo, mas se nas dificuldades você largar tudo (Jesus) e sair murmurando, reclamando e tentando resolver tudo na força de seu braço, a única coisa que você conseguirá é se afundar ainda mais.
É tão fácil honrar a Deus quando tudo está ocorrendo bem né? Quando a família tá estruturada, o namoro em santidade, o emprego rendendo um bom salário. Difícil é serví-lo quando o chefe te humilha, teus pais te abandonam, teu namorado te esquece. Mas Deus quer ser honrado na alegria e na tristeza, na bonança ou na pobreza. E te garanto, quem vai ganhar com isso é você. Deus honra quem honra Ele. E não importam as dificuldades. Se você tá com Jesus, você pode todas as coisas!

Paz!
Karen Denoni